sábado, 18 de novembro de 2017

Batucada feminista afinada na luta pela América Latina


Convergencia de Comunicación de los Movimientos Sociales
Desde o ato que abriu o Encontro em Montevidéu, dia 16, às 10h, a batucada feminista da Marcha Mundial das Mulheres anima e demarca a força feminista na Jornada Continental pela Democracia e Contra o Neoliberalismo.
O segundo dia do Encontro Montevidéu da Jornada começou com a intervenção da batucada feminista da Marcha. Cantando “Mulheres querem a terra, mulheres querem ser igual, mulheres querem o feminismo e o socialismo internacioal”, cerca de 120 militantes da MMM do Brasil e de outros países da América Latina e Estados Unidos fizeram ecoar a luta feminista antissistêmica, socialista e internacionalista por todo espaço.
Após a apresentação, batuqueiras do Brasil e Estados Unidos participaram de um programa especial sobre a batucada. No programa, transmitido durante a Jornada em parceria com a Rádio Mundial, as batuqueiras explicaram como se originou e como se organiza a batucada. Lidiane Samara, da MMM RN – Brasil, falou que “a batucada é um instrumento de luta que nos permite dialogar diretamente com a sociedade com força e irreverência”.
Ao que Cindy Wiesner, da Grassroots Global Justice e Marcha dos Estados Unidos afirma que é impossível não querer cantar, batucar e ir à luta junto. “A batucada inspira! Uma meta para nós é fazer uma boa batucada feminista nos Estados Unidos para atrair mais mulheres para o feminismo”.
E Camila Paula, da MMM RN – Brasil, completa: “nós falamos línguas diferentes, mas falamos sobre um mesmo feminismo que nos faz seguir em marcha até que todas sejamos livres”.
Ao final do dia, por volta das 19h, a batucada se unirá às mulheres uruguaias em um ato de enfrentamento à violência contra as mulheres. Na luta, a batucada segue em sintonia com toda América Latina!

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Marcha Mundial das Mulheres na Jornada Continental pela Democracia e contra o Neoliberalismo


*Por Camila Paula e Isadora Mendes
De amanhã (16) até o dia 18 de novembro, a Marcha Mundial das Mulheres, diversos movimentos sociais, sindicatos, articulações e organizações populares, feministas e ecologistas da América Latina estarão reunidos em Montevidéu, no Uruguai, no encontro da “Jornada Continental pela Democracia e contra o Neoliberalismo”. Delegações da MMM de todo o Brasil, cerca de 240 mulheres, somarão a força feminista junto às mais de 2 mil pessoas que estarão no encontro para debater e construir, conjuntamente, estratégias de enfrentamento ao avanço neoliberal e conservador sobre nossos direitos e territórios.
No Brasil, a MMM, em conjunto com movimentos sociais e entidades, organizou plenárias e atividades diversas em preparação para o encontro no Uruguai, num processo de mobilização e discussões sobre quais as implicações diretas na vida das mulheres do avanço do projeto neoliberal em governos antidemocráticos, que retira cada vez mais direitos e a autonomia do povo.
DSC_0115
O encontro em Montevidéu tem como objetivo o compartilhamento de visões e experiências de luta e resistência nos países da América Latina. A jornada é um processo em construção, e o encontro em Montevidéu será um momento para somar as vozes e ampliar o protagonismo dos povos das Américas.
No encontro, o feminismo e a luta ecológica são transversais aos 4 eixos principais de discussão: a integração da luta, a luta pela democracia e soberania dos povos, o combate ao poder das transnacionais e a luta contra o livre comércio.
A programação inicia amanhã pela manhã, com um ato público pelas ruas da capital uruguaia, e conta também com painéis e oficinas abordando os temas dos 4 eixos. A batucada da MMM abrirá o segundo dia da programação com uma intervenção feminista e irreverente. Ao final do encontro, no dia 18, será apresentado o plano de ação, resultado do acúmulo das discussões de todos os dias do encontro.
10a
Nalu Faria, MMM – SP, afirma que com a jornada “buscamos construir uma agenda de lutas que mobilize o conjunto dos movimentos sociais de toda a América e do Caribe na tentativa de uma unidade e que a partir dela possamos construir, de fato, um outro modelo, uma outra sociedade, e que nela impere o bem estar de todas e todos e não os ganhos do mercado e o lucro do capital”.
“Alerta, alerta, alerta que camina
La lucha feminista por América Latina”
*Camila Paula e Isadora Mendes são do Coletivo de Comunicadoras da Marcha Mundial das Mulheres

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Jornada Continental pela Democracia e contra o Neoliberalismo

II INFORME PARA A DELEGAÇÃO DA MMM-RS

Montevidéu, 16 a 18 de novembro de 2017

Companheiras marchantes, faltam apenas 2 dias para a Jornada continental e precisamos reforçar algumas informações:

LOCAL DO EVENTO :  Os debates acontecerão no Parque Batle https://en.wikipedia.org/wiki/Parque_Batlle
Para saber mais do evento: http://jornadacontinental.org/

As marchantes do RS estarão saindo em vários ônibus (federações, sindicatos), mas temos 3 ônibus especialmente onde sairão o maior número de marchantes, então fique atenta aos horários e não se atrase:

·         Ônibus da Assurgs – marchantes da UFRGS
Saída prevista será as 20:00h do dia 14 de novembro
Local: Colégio Júlio de Castilhos – João Pessoa
As coordenadoras do Ônibus serão a Luci Jorge 051 96982666 e a Andreia
     Ônibus da MMM Porto Alegre, Metropolitana, Região Sul (com Amigos da Terra)
* Responsável pelo ônibus Cintia Barenho. Telefone (51) 981623307
– saída dia 15 de novembro às 7:30 (saída prevista para as 8h). Chegar cedo para conferencia da documentação.
Local: Estacionamento em frente a Rodoviária de Porto Alegre.
Parada em Pelotas por volta das 10:30h – local: rua ao lado da rodoviária
     MMM Caxias com a Fetee
*Responsável pelo ônibus Tatiane Baggio. Telefone (54) 999177243
Saída prevista 14h do dia 15 de novembro - Local: Praça da Matriz, em frente à Catedral

Levem lanchinhos/quitutes pra compartilhar entre todas no seu ônibus – frutas, bolos, biscoitos, água mineral, papel toalha/guardanapos são bem vindos. Carregue sacolinhas para armazenar o lixo, cascas de frutas etc.

COMO IDENTIFICAR-SE PARA INGRESSAR NO URUGUAI:
Apenas com o documento que foi declarado para o ônibus – Carteira de Identidade ou Passaporte em ótimo estado.

Crianças: Para o caso de menores de idade, devem portar autorização para viajar, caso desacompanhada de um dos pais. Mas acompanhada dos dois, deve levar a certidão de nascimento, mesmo que tenha carteira de identidade. Caso a criança tenha passaporte pode levar, mas sem a certidão de nascimento não serve também.

Todas as marchantes terão seus documentos conferidos na entrada do ônibus. Caso haja algum problema em relação ao mesmo, não será permitida a viagem. Fiquem atentas!!

O QUE LEVAR
-       Prato, talheres, copo - no caso das refeições autogestionárias tornam-se ferramentas importantes!
-       Sacolinhas para o lixo
-       Colchão de ar ou saco de dormir, cobertinha, travesseiro. Roupas leves para o dia e agasalho para a noite, pois faz frio.
-       Itens de higiene pessoal, toalha de banho, chinelo.
-       Lanterna de mão pois pode ser útil á noite, onde não há iliminação.
-       Medicamentos de uso contínuo e para eventuais dor ou febre. Caso tu sejas alérgica, lembra que lá é um pouco mais frio que aqui, então leve medicação específica que estás acostumada.

ALOJAMENTO
Haverá dois tipos de acomodações em função do tamanho dos locais, e as marchantes serão encaminhadas para os dois espaços, junto com as marchantes de outros estados que vierem. Queremos contribuir com a nossa integração, por isto vamos ajudar as compas que vem de outros estados a se sentirem acolhidas.
Haverá alojamento com camas e alojamentos com colchonetes, todos com banheiros. Por isto, estamos orientando que todas sejam precavidas e levem seus pertences.
As jovens (e as que quiserem) ficarão no alojamento (acampamento) com jovens de toda a américa Latina, onde será um momento importante de trocas.

ALIMENTAÇÃO - autogestionária!
Café da manhã - uma padaria fará a entrega de pão no alojamento para que possamos nos organizar coletivamente. Deverá ser comprado queijo, frutas, café - a compra será cotizada, através de vaquinha.

Almoço - Estamos construindo a possibilidade (ainda não está 100% certo) de fazer um almoço de “prato único”, feito pelo motorista do nosso ônibus, pois o ônibus possui equipamentos de cozinha. A proposta é que as companheiras levem suas contribuições para uma feijoada (uma das refeições pensadas - com opção para as que não comem carne). Lembrando que existe a chamada "barreira sanitária" o que implica que apenas alimentos não perecíveis entrem em território Uruguaio. De forma autogerida, poderão ser combinadas com a delegação RS estas refeições, construídas a partir de cotização e dos mantimentos que as compas levarão. Exemplos do que pode ser levado: arroz, feijão, massa, enlatados, sal).

PRAÇA DE ALIMENTAÇÃO: 
No Parque Batle, local onde ocorrerá todo o evento,  terá uma praça de alimentação com almoço sendo ofertado a R$ 28,00 em média. Haverá opção de lanches também.

TAXA INSCRIÇÃO: Cada pessoa inscrita pagará R$16,00. As coordenadoras da delegação ajudarão a recolher o valor com as companheiras, por ônibus. Facilite o troco! Com lista de participante e o valor, serão feitas as inscrições de todas, na chegada ao evento!

CÂMBIO - R$ 1,00 = Uyu 9.00 (para cada 1 real temos 9 pesos uruguaios)
Levem dinheiro em mãos pois será bem complicado de sacar a moeda brasileira lá. Deverá ter locais para câmbio próximo aos locais, mas para garantir as primeiras movimentações, leve alguns pesos daqui.

CARTÃO DE CRÉDITO – Lembrem-se de habilitar para uso internacional – Uruguai.

TELEFONES CELULARES – A internet lá não é muito fácil (nada fácil) então as pessoas basicamente dependerão de seus celulares e se o telefone está habilitado para consumo de internet em rooming (não é barata – custo de 29,00 por dia, em média) Levem seus carregadores, mas lembrem-se que isto também não deve ser uma coisa fácil de conseguir (tomadas), se organizem para carregar a noite. O uso de sms na maioria das operadoras é barato, então talvez seja a melhor forma de mandar noticias pra casa ou entrar em contato com alguma compa lá.

LÍNGUA FALADA : Por fim, lembrem-se que lá alguns painéis serão falados em espanhol outros em português. Claro, no geral as pessoas vão arriscar num portunhol (espanhol misturado de português),  o idioma oficial da integração latino-americana. Não teremos tradução, então a solidariedade das compas que entendem mais será fundamental pois podem dar uma força pras que entendem menos.

INTEGRAÇÃO CULTURAL: E por falar em integração, nossa América Latina pulsa luta, ritmo e poesia!  Músicos e musicistas, poetas e poetisas, artistas em geral que estarão na jornada continental, cola na programação com a gente!
Vamos defender a democracia e fazer o enfrentamento ao neoliberalismo com força, irreverência e alegria através da nossa arte!

BATUCADA FEMINISTA: Todas as marchantes que puderem, levem suas latas pois já vamos começar o ensaio dentro do ônibus.
Cancioneiro feminista – quem tem as letras das músicas da MMM, levem !!!!!!

Seguiremos em marcha até que todas sejamos livres!!!!

domingo, 29 de outubro de 2017

Festa das Clandestinas


                       ATENÇÃO MARCHANTES !!!!

Neste dia 03 de novembro, a partir das 18:30 vamos nos reunir para confraternizar, construir nossa participação na Jornada continental e ajudar na arrecadação da nossa viagem.
Teremos comidinhas da Joaquina e bebidinhas para vender - O ingresso é livre pra quem é do bem!!! Traga as amigas e vamos nos divertir.
E não esqueçam que estaremos com nosso Brechó Feminista de portas abertas novamente, então quem quiser trazer alguma coisa para doar, fique à vontade.

Ah, e para quem adora tocar violão e animar a galera com uma cantoria, é bem vinda também! Traga seu instrumento e aumenta a volume pois a festa é de todas nós.

Curte aí: evento no face AQUI 

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Informe sobre a Jornada Continental pela Democracia e contra o Neoliberalismo



Rumo à Jornada Continental !!!!!!

De 16 a 18 de Novembro, em Montevideo, ocorrerá a Jornada Continental pela Democracia e contra o Neoliberalismo, que será um importante espaço de acúmulo e organização da luta contra o avanço do conservadorismo e do capital. Organizada a partir de quatro eixos centrais – Democracia, Integração, Neoliberalismo e Tratados de Livre Comércio -, todos transversalizados pelos temas do feminismo e da ecologia,  a Jornada tem o objetivo de reunir diversos movimentos e organizações do campo popular para reafirmar o nosso compromisso com um projeto de sociedade justa, com a autonomia das mulheres, das/os trabalhadores, das/os camponesa e dos povos indígenas.

DELEGAÇÃO DA MMM
Teremos delegações de diversos países e estados do Brasil participando do encontro. No Rio Grande do Sul, sairemos de Porto Alegre em ônibus da MMM com parceria de outros movimentos e alguns lugares em ônibus de sindicatos parceiros ou da CUT, no dia 14 de novembro (à noite) e retornaremos dia 18 ou 19 de novembro, dependendo do ônibus. Orientamos a todas as mulheres interessadas em ir com a delegação da MMM que preencham o seguinte formulário: https://goo.gl/forms/sYROZiQf6gtOptNf2

ALOJAMENTO E ALIMENTAÇÃO
Seremos alojadas em um ginásio próximo ao evento (sem custos). Orientamos as marchantes que levem barraca, colchonetes e demais itens para a estadia. A alimentação será fornecida pelo evento, e terá o valor de 8,50 dolars. (n sei o q colocar aqui).

DOCUMENTAÇÃO E INSCRIÇÃO
A única documentação necessária é a Carteira de Identidade ou Passaporte. O evento cobrará o valor de 5 dolars de cada participante que será pago no local. Não é necessário se inscrever antecipadamente para participar do evento.

Participam da organização da Jornada a Marcha Mundial de Mulheres, CLOC/Via Campesina, Confederação Sindical de Trabalhadores/as das Américas, Amigos da Terra, ALBA, PIT-CNT Uruguai, entre diversos outros.


A Marcha Mundial das Mulheres espera todas vocês para aprofundarmos nosso debate, dividirmos experiências e fortalecermos nossa luta contra o patriarcado e o neoliberalismo. Seguiremos em marcha até que todas sejamos livres!

Festa da Marcha Mundial das Mulheres, dia 03 de Novembro, em Porto Alegre

Como uma das ações de arrecadação para a viagem das nossas marchantes, estamos organizando um festa com brechó e venda de bebidas e comidas.
Programe-se e participe!!!


domingo, 15 de outubro de 2017

​Marcha Mundial das Mulheres rumo ao encontro da Jornada Continental pela Democracia e contra o Neoliberalismo


As militantes da Marcha Mundial das Mulheres estão se mobilizando em vários estados do Brasil para participar do Encontro da Jornada Continental pela Democracia e contra o Neoliberalismo, que será em Montevidéu, no Uruguai, entre 16 e 18 de novembro de 2017.

A Jornada Continental pela Democracia e contra o Neoliberalismo é um processo construído por movimentos sociais, sindicatos, articulações e organizações populares, feministas e ecologistas.

Esse processo começou em 2015, após uma década da derrota da ALCA – Área de Livre Comércio das Américas – quando retomamos o esforço de nos encontrar na construção de unidade para enfrentar a nova ofensiva neoliberal que se expressa de forma violenta em todo o continente.

Os golpes de Estado consumados no Haiti (2004), Honduras (2009), Paraguai (2012) e no Brasil (2016), e os ataques ao povo venezuelano demonstram que as elites e as empresas transnacionais querem ampliar seu domínio sobre nossas vidas, atacando nossos direitos, a soberania sobre nossos corpos, territórios e bens comuns.

Mobilização no RS

Serão vários municípios e movimentos sociais que estão se mobilizando no nosso Estado, igual no restante do Brasil. Mas nosso compromisso e responsabilidades aumentam já que somos o Estado mais próximo do evento. Nossos grupos já estão se organizando, procurando viabilizar de forma conjunta a ida de muitos e muitas militantes para que todo continente seja mobilizado por este novo tempo de luta e resistência popular.

No dia 25 de outubro, a partir das 18:30, estaremos com a companheira Nalu Faria, da SOF e da MMM Nacional, que irá puxar junto com nossas parcerias um Ato Politico e uma formação estadual da MMM RS para a Jornada Continental. As militantes da MMM de outras cidades que quiserem participar, nos informe caso precise de hospedagem ou tenham outra dificuldade.

Aguardamos vcs, este será um momento aberto a todas e todos que desejam se somar nesta Jornada junto com a MMM.


Sondagem das que irão:

Estamos fazendo uma sondagem acerca de quantas marchantes teriam interesse e condições de estarem viajando de ônibus para a Jornada. Neste link tem formulário para que as interessadas preencham.